Receba informações por e-mail

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Ferréz dá voz à periferia em Capão pecado

O amor proibido de Rael por Paula serve como pano de fundo para Capão Pecado, livro de Ferréz, que ganha nova edição pela Editora Planeta.
Nos últimos anos, a produção literária das periferias de São Paulo ganhou notoriedade e espaços importantes na mídia tradicional. Um dos responsáveis por esse movimento é o aclamado paulistano Ferréz. Suas histórias ambientadas no Capão Redondo, bairro da Zona Sul da capital paulista, já ganharam tradução para o inglês, italiano, alemão e espanhol.
O romance de estreia do rapper da literatura foi Capão pecado (Planeta, 192 pp, R$ 24,90), esgotado há muitos anos, mas que acaba de ganhar nova edição pela Editora Planeta. A realidade muitas vezes cruel do Capão Redondo serve de cenário para o amor impossível de Rael por Paula, namorada de Matcherros, seu melhor amigo.
Capão Pecado consagrou Ferréz como escritor. A sua primeira edição chegou às livrarias em 2000 e vendeu 30 mil exemplares. Recheado de palavrões e gírias, a obra gerou polêmica, em 2010, quando provocou o afastamento de uma professora na Bahia. Ela adotou nas aulas de português da oitava série um livro didático que reproduzia trecho de Capão Pecado. Na época, em seu blog, o autor disse que a professora estava sendo vítima de perseguição.
Ao longo da trama, Ferréz apresenta com maestria a ética particular que permeia as relações entre as pessoas na periferia. Rael é honesto, mas tem suas convicções morais testadas a todo instante. O protagonista se vê dividido entre a amizade por Matcherros e a paixão por Paula. O amor vence, mas, no Capão, todos sabem: pegar a mulher do próximo é a pior traição que se pode cometer.
Rael e Paula se casam, se mudam para os fundos do local onde ele trabalha e têm um filho. Mas a história está longe de ter um final feliz: Paula o trai com o patrão. Sem mulher, filho e trabalho, o herói vive o seu inferno particular e resolve se vingar. Qual será o preço que ele vai pagar por trair seus próprios princípios?
Sobre o Autor
Ligado ao movimento de literatura marginal, Ferréz é romancista, contista e poeta. Já foi vendedor ambulante de vassouras, balconista, auxiliar-geral de construção e chapeiro em rede de fast-food. Em 1997 lança seu primeiro livro de poesias, Fortaleza da desilusão.  Em 1999 funda o grupo 1 Da Sul, organização ligada ao movimento hip-hop que promove eventos e ações culturais na região do Capão Redondo.
Pela Planeta, lançou o livro Deus foi almoçar e o infanto-juvenil O pote mágico, ambos em 2012.
Informações à imprensa:
 Leonardo Neto (Leonardo@lufernandes.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...