Receba informações por e-mail

sábado, 7 de agosto de 2010

Periferia uma palavra a seu respeito (Praia Grande -Vila Sônia)

E aí periferia, lugar de louco guerreiro correria,lugar onde o boy tem medo mas ta sempre lá buscando um verdinho uma branca,lugar onde o sangue escorre tipo guerrilha. Onde ainda há barracos amontoados, ruas de terra,esgoto aberto e falta de saneamento. Lugar onde os manos por querer,por prazer ,por falta de oportunidade tão abraçando o crime aí já era é lamentável,o tiro ecoa o corpo deita e o sistema se deleita. Periferia,falar de você é com falar de amor e ódio ,uma pá de mano pé no chão que de repente dá cinco minutos e já era a merda ta feita,por que pra te ajudar você conta nos dedos agora pra colocar o mal na sua cabeça tem vários. Periferia você é como o Ruídos Negros canta “Dela da favela quem mora nela espera coisas belas ,mais só vejo velas”, ou como disse o poeta Da Paz “louca tipo hospício”.O sistema te engana com promessas você abraça mas as coisas continuam como eram antes,por que não adianta asfalto na rua se não tiver trabalho pro povo. É aqui eu já vi mano agonizando de dor antes de morrer e o outro perguntando você aceita Jesus como seu salvador, o barato é louco,vou dizer assim Vila Sônia onde eu cresci de ponta a ponta já vi varias cenas tristes, perdi vários manos que foram abraçados pelo crime e envoltos pela morte. A diversão era ali na rua Maria Barbosa Chaves onde eu morava,(meu pai minha irmã ainda moram lá) futebol de rua ,cerveja ,churrasco,caipirinha ou no campo do Estrela time da quebrada , futebol de domingo. A tarde uma pá de mano reunido jogando conversa fora de noite no invernão vários vinhos .Periferia tem seu lado positivo alegre, mas o sistema , o empresário precisa da periferia em ruínas,quanto mais ela estiver indo pru buraco pra eles melhor porque ,não é o cara da favela que fabrica a arma , mais é o povo da favela que se mata com ela ,não só na minha quebrada mais em todas as periferias. Crime violência são as imagens do cartão postal que ninguém gostaria de receber, a falsidade reina ,tem que saber com quem se anda porque trairagem é mato, na frente a boca pronuncia palavras doces,nas costas escorre o veneno o fel .Periferia que inspira diversos poetas, vários rappers cada um tem um verso ,uma palavra e um lamento a seu respeito,aqui cada dia é uma nova armadilha um novo teste, aquela mina de mini saia te seduz, te encanta aí você abraça,na primeira oportunidade ela te desgraça, o que você não sabia é que estava tudo combinado planejado ,previsto cada passo dado era um artifício,ossos do ofício. Aqui quem fala demais da bom dia a cavalo, o Zé povinho vixi sem comentários te joga num buraco assim num piscar de olhos,o cheiro de maconha é constante, vez ou outra vejo um maluco buscar pedra na boca, esse o veneno abraçou de um jeito que só pela fé. Praia Grande é mó contraste de um lado você tem a praia lindas casas de veraneio do outro você tem o canal , a droga, o álcool , o mal cheiro e a falta de oportunidade. Falar o que é certo pra viver aqui , tem que ter sangue frio e nervos de aço caso contrario a maldade abraça,uma coisa eu sei esse é meu lugar ,é como o Márcio(que descanse em paz ) cantou ;”moro aqui vejo de perto o sofrimento queria fugir aí truta só preconceito uma pá fazendo vestibular pra detento uma pá de exemplo só sangue bom ta morrendo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...